COMO NÓS FIZEMOS

Belchior no centro da sala, diante da vida
 

A arte de Belchior

A ideia de um tributo à arte de Antonio Carlos Belchior veio com duas constatações: 1) a de que a música brasileira tem muitas coisas que, de tão boas, não faz sentido se perderem no esquecimento; e 2) a de que a música brasileira tem coisas que, de tão ruins, não faz sentido serem lembradas mas são produzidas e consumidas.

Proteção para a qualidade

Mas, num mundo de valores invertidos, a primeira observação perde de goleada. É legítimo, então, que se proteja e se preserve o que tem qualidade intelectual, conteúdo propositivo e respaldo social. E que não se ignore a agudeza do ensinamento: "Isso é somente uma canção, a vida, a vida realmente é diferente, quero dizer, a vida é muito pior...

Articulação

Foi assim que o jornalista e produtor cultural se propôs a elaborar e coordenar um tributo a Belchior, concebendo a proposta de Belchior Blues, e convidando músicos de todo o País à aventura de se embrenhar na poética do compositor sobralense que conquistou emoções e razões no mundo todo.

A arte por muitos

Deu no que deu: um Brasil inteiro fazendo som. Somados pelo Blues e pela arte de Belchior, artistas de diferentes estados e diferentes gerações se engajaram numa proposta de, conforme apreciações múltiplas, oferecer ao público novas oportunidades de usufruir e se enriquecer com as sábias música e poesia de Antônio Carlos Belchior.

PROJETO FOMENTADO COM RECURSOS DA LEI 14.017/2020 - LEI ALDIR BLANC - POR MEIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA DE FORTALEZA

Gratidão, essa é a palavra

Este projeto tem o objetivo de homenagear Belchior, reafirmar sua presença no cenário artístico brasileiro e por último, mas sem que isso diminua a importância do gesto, apresentar a novas gerações o talento de um cearense que, sob influências fortes da música nordestina, do rock e do blues, ofereceu ao País autênticos clássicos que, pela força, atravessam as décadas mantendo a mesma vitalidade e a mesma capacidade de encantamento.

O CD tributo que registra essas versões, elaboradas por um time de 57 músicos, além de qualificados técnicos de som, se realizou graças ao estímulo e ao apoio de instituições e pessoas.

RECONHECIMENTO

Quem fez acontecer
 

Entre os muitos agradecimentos, cabem menções a Acrísio Sena, Adriano Macedo, Andrea Ferreira, Antonio Carlos Campelo, Benevides Chiréia Jr., Big Joe Manfra, Carolina Adriano, Christianne Sales, Cid Ferreira Gomes, Clodoveu (Veveu) Arruda, Daniela Navarro, Diogo Farias, Edvaldo Araújo Filho, Fernanda Maciel, Flávia Almeida, Flávio Guimarães, Francisco Queiroz Maia Filho, Irineu Frota Jr., Ivo Ferreira Gomes, José Sydrião Alencar Jr., Juliana Longuinho, Marli Chaves, Paulo Mota, Roberto Cláudio Rodrigues, Ronaldo Adriano dos Santos e todos, todos mesmo, cujos nomes não cabem no papel mas têm lugar cativo em nossos reconhecimentos.